O professor Edivan Pereira Gomes recebe premiação, acompanhado pela diretoria Regional de Educação Claudia Moreira e pela titular da Seduc, Adriana Aguiar. Foto: Marcio Vieira/Governo do Tocantins
O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) realizou nesta quinta-feira, 30, consulta à comunidade escolar da Escola Estadual Hercília Carvalho da Silva, em Gurupi, para adesão ao Programa Nacional de Escolas Cívico-Militares (PCIM). Os presentes na reunião, realizadas na sede da unidade de ensino, foram unânimes em afirmar que querem a implantação do programa. 
O programa é direcionado a unidades de ensino que contam com alunos em situação de vulnerabilidade social e com desempenho abaixo da média estadual no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Com a adesão ao programa, a unidade continua com seus currículos orientados pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), porém passa a contar com aportes financeiros para melhorias na estrutura e com a disciplina (norma de conduta) militar. 
A titular da Seduc, Adriana Aguiar, destacou o papel social do programa que atende a estudantes em situação de vulnerabilidade e o seu perfil pedagógico. “A equipe pedagógica e a equipe docente que atuam no programa são da Seduc. O que muda é que essa equipe passa a contar com o apoio de uma equipe disciplinar militar e com um investimento do Governo Federal. Um modelo de parceria que já vem dando bons resultados”, explicou. 
O Programa Nacional de Escolas Cívico-Militares (PCIM), em sua fase piloto, contemplará apenas duas unidades de ensino por estado da federação. Após a seleção da unidade de ensino, o MEC implementará todas as diretrizes do programa, com previsão de início das atividades na abertura do ano letivo de 2020. Além disso, o programa conta com aporte financeiro do Governo Federal para investimento nas unidades selecionadas. 
Comunidade 
Comunidade escolar defende adesão da Escola Estadual Hercília Carvalho da Silva ao Programa Nacional de Escolas Cívico-Militares (PCIM). Foto: Marcio Vieira/Governo do Tocantins
A estudante Lorrayne Estér Ribeiro de Sousa, do 9° ano, recebeu com bastante entusiasmo a proposta e falou das suas expectativas. “Eu sempre quis entrar em uma escola militar e agora essa será a oportunidade. Acho que vai mudar na estrutura física, o rendimento dos alunos e a disciplina”, ressaltou. 
Claudiane de Sousa Santos têm dois filhos matriculados na unidade de ensino, o João Vitor de Sousa Santos, no 7° ano, e o Gabriel Prates dos Santos, no 9° ano. Ela também comemorou o resultado da consulta. “Vim do Pará e aqui eu já vi um avanço no aprendizado dos meus filhos, em função da equipe e agora com a disciplina vai ser muito bom. Sei que eles vão continuar melhorando”. 
Para o professor de língua portuguesa e redação, Alexandre Pereira Tolentino, que há oito ano está na unidade de ensino, a implantação da escola cívico-militar é a realização de um sonho. “Toda a equipe da escola recebeu com muito entusiasmo essa proposta. Sempre sonhei com a escola militar, porque ela contribue com a disciplina, e os investimentos do Governo Federal impactam diretamente na estrutura. Acredito que vamos avançar no processo de ensino e aprendizagem”, pontuou.
Agenda
 
Durante a manhã, a secretária Adriana Aguiar realizou atendimentos na sede da Diretoria Regional de Educação (DRE) de Gurupi, onde recebeu gestores escolares e professores que apresentaram projetos desenvolvidos nas unidades de ensino, visando ao fortalecimento da aprendizagem.
“Estamos ouvindo os profissionais da educação e conhecendo o trabalho desenvolvido nas unidades de ensino e que estão tendo resultados positivos. É também a oportunidade de reforçarmos junto aos gestores os projetos de Governo que estão sendo desenvolvidos pela Secretaria de Estado da Educação, Juventude e  Esportes”, ressaltou. 
 
No início da tarde, a titular da Seduc também entregou prêmios da campanha digital realizada pela Pasta, que recebeu vídeos em que os profissionais apresentavam projetos-destaque realizados nas unidades de ensino. A ação fez parte das atividades alusiva ao Mês do Professor. 
Um dos contemplados pela ação foi o professor Edivan Pereira Gomes, da Escola Estadual Dr. Waldir Lins – extensão CEIP Sul. Ele enviou um vídeo em que fala da utilização de jogos de xadrez para o desenvolvimento do raciocínio lógico e da realização do Café Literário, que trabalha o desenvolvimento da leitura e da escrita.  
Ele recebeu um dos prêmios dos parceiros da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes e comemorou a iniciativa. “Com certeza é um incentivo, eu me senti como se tivesse ganhado um Óscar, na verdade foi isso. Eu fiquei muito feliz, nunca imaginei  que seria contemplado, muito bom esse reconhecimento”, comemorou.