- Publicidade -

O Telegram lançou uma atualização nesta segunda-feira (21), que deu aos usuários a possibilidade de criar um grupo com até 200 mil participantes – antes eram 100 mil – na versão 5.2 do mensageiro para celulares Android e iPhone (iOS). O rival do WhatsApp anunciou as novas funções no mesmo dia que o concorrente passou a restringiu o encaminhamento para cinco participantes. Ao contrário do app americano, a plataforma russa registra o autor de mensagem, o que evita a divulgação de notícias falsas (também chamadas de fake news). Há outras novidades como, por exemplo, a restrição de um conteúdo e o banimento de usuários pelo administrador do grupo.

A versão recém-lançada também permite restaurar o histórico da conversa e o chat que deixou de participar, seja ele individual ou em grupo. Os interessados já podem filtrar os contatos por nome ou pela última visualização no mensageiro. Há funções exclusivas para o PC, como novas permissões de grupo e o download automático de arquivos e músicas. Outras funções chegarão em uma ou duas semanas. Conheça a seguir todas as novas funcionalidades.

Grupos e administradores

O mensageiro aprimorou a experiência dos grupos em vários aspectos. O limite para integrantes dobrou, de 100 mil para 200 mil, um tipo de “supergrupo”. Também são oferecidas melhorias na aparência das seções “Configurações”, “Painéis do administrador” e “Listas de membros”. Além disso, os administradores de grupo ganharam recursos para facilitar a segurança no mensageiro, como restringir um determinado conteúdo e, em alguns casos, até banir usuários de enviar qualquer tipo de mensagem. Outras novidades, como a facilidade de tornar um grupo público, adicionar administradores com privilégios e alternar o histórico permanente já podem ser usadas.

Restaurar históricos e conversas

Com a chegada da versão 5.2 do mensageiro, o Telegram passa a permitir restaurar duas funções: o histórico e o chat. Dessa forma, o usuário volta a ter acesso a todas as suas conversas e a fazer parte de um grupo ou bate-papo individual. Para restaurar o histórico e chat, basta escolher a opção “Restaurar” em até cinco segundos. Vale destacar que não será possível fazer o procedimento se o tempo acabar.

Filtrar contatos

A plataforma traz uma nova maneira de filtrar os contatos. Os resultados podem ser exibidos a partir da ordem alfabética dos nomes dos usuários ou pela última vez que navegaram pela aplicativo, ou seja, pelo status de atividade (“online” ou “visto pela última vez às 20h”, por exemplo). Esse tipo de seleção pode ser aplicada tanto celulares com sistema operacional da Apple quanto do Google, e promete otimizar as buscas à medida que busca atingir de forma ágil a necessidade do remetente.

Download de arquivos e mais novidades

Os usuários do Telegram também perceberão mudanças no modo de fazer download. Arquivos que exigem mais tempo para serem baixados – como fotos, vídeos e animações – serão carregados no chat do destinatário com um visual Blur (efeito borrado), e não mais como um quadrado vazio. Dessa forma, as pessoas podem ter algum tipo de “prévia” do conteúdo, mesmo que ele ainda não esteja nítido ou disponível para acesso.

Alguns upgrades foram direcionados para cada um dos sistemas em que o aplicativo de mensagens instantâneas é compatível. No caso do iOS, as melhorias foram feitas nas barras de pesquisa da plataforma, enquanto os usuários de Android ganharam aprimoramento no modo escuro, além da possibilidade de adicionar uma foto de perfil ao criar uma conta.

No caso do serviço para computadores, a versão atualizada para desktop do Telegram inclui novas permissões de grupo, download automático de arquivos e músicas, e seleção de dispositivos de entrada e saída durante as ligações. Os emojis passam a ser mais personalizados para PC, pois os usuários estão habilitados para definir o estilo de desenho no chat. São oferecidas quatro opções de download para os conjuntos de expressões: Mac, Android, Twemoji e EmojiOne.